DestaquesGeral

Esclarecimentos sobre o pagamento do plano de saúde

O Sinfisco BH oferece aos sindicalizados a opção de inclusão em planos de saúdes coorporativos, com descontos da mensalidade no contracheque. Nesses planos podem, inclusive, serem incluídos os filhos e filhas, e, caso sejam dependentes declarados no imposto de renda, pai, mãe, sogro e sogra do filiado.

O pagamento à operadora do plano de saúde é feito pelo próprio sindicato, com o dinheiro repassado pela PBH. Entretanto, existem regras e prazos para pedidos de alterações do contracheque e do repasse ao Sinfisco.  Dessa forma, ao pedir inclusão do plano, o auditor precisa arcar com uma ou duas mensalidades. Isso vem gerando certa confusão e, então, resolvemos explicar tudo para sanar as dúvidas; quaisquer outras que surgirem podem ser esclarecidas conosco.

Alinhamentos importantes para o entendimento:

  • Chamaremos de Mês 1: M1, o mês de pedido de inclusão no plano de saúde, e: M2, M3, etc, os subsequentes.
  • O contracheque relativo ao serviço prestado em determinado mês é pago no próximo: o contracheque do M1 é pago no segundo dia útil após o dia 5 (dia 5+2 dias úteis) do M2.
  • A inclusão no plano de saúde é feita no primeiro dia do mês seguinte ao pedido de inclusão: primeiro dia do M2.
  • A prefeitura repassa o dinheiro ao Sindicato no final de cada mês: o desconto relativo ao contracheque do M1 é pago ao Sinfisco no final do M2.
  • Nesse caso do plano de saúde, o sindicato apenas realiza a movimentação financeira, não retirando do caixa valores para suprir lacunas que possam vir a aparecer.
  • A data limite para pedido de alteração do contracheque é dia 9 de cada mês.

Situação 1 – pedido de inclusão antes do dia 9

Ao pedir inclusão antes do dia 9 do M1, o desconto já vem nesse contracheque, que, como visto acima será pago no início do M2 ao servidor. Esse desconto será repassado ao sindicato no final do M2, que então poderá utilizar esse dinheiro para pagar a mensalidade do plano relativa ao M3.

Observe que as inclusões serão efetivadas no primeiro dia do M2, e já nesse mês vence uma fatura de mensalidade, pois planos de saúde você paga para ter acesso ao serviço e não usufrui para pagar depois. Se vence uma mensalidade no M2 e o primeiro repasse cobriria apenas a mensalidade do M3 (por causa do repasse, explicado no parágrafo acima) o servidor precisará arcar com a vencida no M2.

Situação 2 – pedido de inclusão após o dia 9

Ao pedir inclusão depois do dia 9 do M1, o desconto só será efetivado no contracheque relativo ao M2, pago ao servidor no início do M3 e repassado ao Sinfisco no final desse mesmo mês. A primeira mensalidade quitada pelos descontos em folha será, então, a do M4.

As inclusões serão efetivadas no primeiro dia do M2, logo terão duas parcelas (M2 e M3) que não serão quitadas pelos descontos em folha, sendo necessário ao servidor repassá-las diretamente.

plano saude 1Exclusão do plano de saúde

Pelo mesmo raciocínio da inclusão de dependentes no plano de saúde, na exclusão dele, o servidor poderá, dependendo da data do pedido de alteração, resgatar parcelas que foram descontadas do contracheque, mas que são relativas a um mês em que o serviço não foi usufruído.

Programação da exclusão do plano

Como pode haver esse crédito após o pedido de cancelamento do plano, é possível que o servidor programe com o Sindicato a data de exclusão do plano. Para tanto, pedimos que isso seja feito com dois meses de antecedência. Dessa forma, os prazos e descontos poderão ser regulados corretamente.

Ainda ficou com dúvidas?

Se mesmo com esse material as dúvidas sobre inclusão e exclusão nos planos persistirem, não hesite de entrar em contato com o sindicato. A Beatriz, do administrativo, é a referência para conversar sobre isso.

Ver mais

Artigos relacionados

Confira também

Close
Close