Prêmio Auditor Emérito

Israel Antônio Ferreira

Auditor Fiscal de Tributos Municipais: Israel Antônio Ferreira

Filho de pai operário e mãe doméstica, cursou Engenharia Mecânica e Matemática. Foi aprovado no concurso para Fiscal de Rendas de 1973 e trabalhou 33 anos e meio na Prefeitura de Belo Horizonte. Foi chefe de seção, diretor de rendas imobiliárias e presidente da junta de recursos fiscais da fazenda. Tem uma família maravilhosa, formada pela esposa Eliane, duas filhas, Marinês e Natália e um filho, Bruno Cesar. Dois genros, uma nora, um netinho, Daniel, e outro a caminho. Depois de aposentar, sempre que pode participa das reuniões da categoria, das assembleias e fica muito satisfeito em saber como estão indo os projetos.

Ser Auditor Fiscal de Tributos Municipais: compartilhe os maiores desafios que você enfrentou durante o tempo ativo na carreira

Sem dúvida, o maior desafio, não só meu, mas de toda equipe que comigo trabalhava, foi, no ano de 89, preparar uma planta de valores para fazer a arrecadação do IPTU. Umas das maiores naquele momento e que deu credibilidade para a administração, com trabalho árduo, muita pesquisa, de muito envolvimento com a PRODABEL, com a cidade, com o trabalho junto aos corretores de imóveis para coleta de dados. Realmente foi um trabalho infindável e os reflexos que nos trouxe também do desgaste que isso aconteceu com o lançamento dessa planta. Nesse momento eu era o diretor de rendas imobiliárias.

Experiência de Auditor Fiscal de Tributos Municipais aposentado: qual conselho aos auditores na ativa você gostaria de compartilhar?

Envolvimento e dedicação com o trabalho. Vale a pena ser fiscal. É uma profissão árdua, mas muito recompensadora. Hoje, sinto isso depois de aposentado.

Tags
Ver mais

Artigos relacionados

Confira também

Close
Close