Geral

Chacina de Unaí: servidores públicos manifestam contra impunidade em ato público

O julgamento da Chacina de Unaí foi o motivo pelo qual centenas de servidores públicos se reuniram, na última quarta-feira (21), em frente ao prédio da Justiça Federal, em Belo Horizonte (MG). O ato público protestou pela punição dos acusados de assassinarem três auditores fiscais do trabalho e um motorista, em 2004. 

Relembre a Chacina de Unaí

chacina-unaíO crime aconteceu em uma fazenda de Unaí, região noroeste de Minas Gerais, quando os auditores do Ministério do Trabalho e Educação: Nelson José da Silva, João Batista Soares Lage e Eratóstenes de Almeida Gonçalves, e o motorista Ailton Pereira de Oliveira, foram mortos em uma emboscada.

Eles investigavam denúncias que apontavam trabalho escravo em uma das fazendas de Norberto Mânica, irmão do prefeito da cidade na época, Antério Mânica – ambos acusados de encomendar o crime. 

O caso tem nove réus,  o primeiro julgamento aconteceu somente nove anos depois, em 2013, com a condenação de três: Rogério Alan Rocha Rios (94 anos de prisão); Erinaldo de Vasconcelos Silva (76 anos e 20 dias) e William Gomes de Miranda (56 anos). O total das penas chega a 226 anos.

Mas os acusados de serem os mandantes do crime: Norberto Mânica e os empresários: José Alberto de Castro e Hugo Pimenta, ainda não foram julgados. Na última quinta-feira(22), a defesa de Noberto e José Alberto alegou que não teve acesso ao depoimento do empresário Hugo Pimenta, delator no processo, que será julgado separado dos demais, no dia 10 de novembro.  

A Frente Mineira em Defesa do Serviço Público organizou o ato público para somar ao grito de justiça o apoio dos colegas de auditoria fiscal e contou com a presença de representantes do Ministério Público do Trabalho (MPT), de entidades e centrais sindicais, que focaram em três ações: 

  • Homenagem às vítimas;
  • Pedido de punição dos acusados;
  • Protesto por mais segurança nas fiscalizações rurais de risco e melhores condições de trabalho para categoria em todo país. 

 

 

Tags
Ver mais

Artigos relacionados

1 thought on “Chacina de Unaí: servidores públicos manifestam contra impunidade em ato público”

Deixe uma resposta

Close