DestaquesGeral

Greve geral reúne manifestantes contra as reformas propostas pelo governo

Foto: Samuel Fávero

Nem a chuva de inverno mineiro foi capaz de impedir o ato contra as Reformas do governo. Cerca de 150 mil pessoas, de acordo com a CUT, participaram da manifestação na última sexta-feira (28).

A concentração teve seu lugar na Praça 7, onde várias categorias, que aderiram à greve geral, protestaram contra a Reforma Trabalhista, a Reforma da Previdência e o governo Temer, entre eles rodoviários, metroviários, professores e petroleiros.

Foto: Samuel Fávero
Foto: Bruno Campos

Aos brados de “Fora Temer” e “1, 2, 3, 4, 5 mil – ou param as Reformas ou paramos o Brasil!”, os trabalhadores e estudantes marcharam desde a Praça da Estação e Praça Afonso Arinos para se encontrarem na Praça Sete, onde representantes de sindicatos e movimentos sociais discursaram no trio.

No segundo momento de greve, o movimento encaminhou-se para a Praça Raul Soares e Praça da Assembleia. Os manifestantes se dispersaram por volta das 18h, totalizando nove horas de protestos pacíficos na capital.

Foto: Bruno Campos

Em outros pontos da cidade, também houve protestos: Betânia, Cristiano Machado e Anel Rodoviário, em um dia de protestos por todo o país. “A questão, agora, é saber como isso impacta em Brasília. A greve tem que ser porta-voz da insatisfação da população.” afirmou Beatriz Cerqueira, presidente da CUT-MG, em entrevista ao portal G1.

Foto: Bruno Campos

Greve geral em Belo Horizonte

Assista aqui a uma parte do ato em protesto ás reformas do governo, realizado na sexta-feira, 28 de abril.

Tags
Ver mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

Close